Menu


Interaja com a JC FM
(93)99111-3827


BMW pode pagar R$ 600 milhões de indenização à família do cantor João Paulo

25 FEV 2018
25 de Fevereiro de 2018
João Paulo e Daniel foi uma das duplas sertanejas mais famosas do Brasil durante a década de 90. Seu fim foi trágico, com a morte de João Paulo em 1997. 
O músico faleceu em um acidente de carro na rodovia dos Bandeirantes, no estado de São Paulo. Ele estava a bordo de uma BMW 328 i. 

Graças a uma ação movida pela viúva, a montadora de veículos pode ser condenada a pagar uma das maiores indenizações do setor automotivo em 2018. O valor será fixado entre 250 e 600 milhões de reais. 

A empresa foi condenada em primeira instância em outubro de 2013. Em novembro de 2014, em segunda instância, foi obrigada a indenizar em R$ 300 mil os familiares do sertanejo - ainda, precisaria pagar uma pensão mensal correspondente a 2/3 dos rendimentos mensais da vítima à época do acidente. 

Nenhuma quantia foi paga pela BMW até hoje. Isso porque o processo ainda tramita na Justiça, já que foi levado ao STJ (Superior Tribunal de Justiça). 

"Até agora a Justiça entendeu que ambas as partes têm culpa no acidente, condenando a BMW a pagar R$ 250 milhões. Porém, se a marca for considerada a única culpada, o valor deve subir para R$ 600 milhões", explicou o advogado de defesa do caso. 

Na decisão de 2014 do TJSP (Tribunal de Justiça de São Paulo), dois dos três desembargadores levaram em conta a velocidade naquele instante - 133 km/h - e o fato de o cantor não estar usando o cinto de segurança - para concluir que ambas as partes tiveram culpa no acidente. 

*Por José Elias Mendes
Voltar
Tenha também o seu site. É grátis!